domingo, 29 de novembro de 2009

- Ainda temos pouco na história para tudo isso -



Geralmente deixados para segundo plano, os baixistas pouco aparecem, ofuscados pelos vocais ou pelas guitarras. No caso do Fresno, no entanto, a situação é bem diferente. Eleito baixista do ano na edição 2009 do VMB (Video Music Brasil), Rodrigo Tavares se diz responsável por organizar a banda e ensiná-los a tocar, em entrevista por telefone ao BOM DIA. Quando Tavares entrou no Fresno, em 2006, o grupo ainda trabalhava com selos independentes. De lá para cá, o sucesso. Em 2009, foram os grandes vencedores do VMB, levando quatro prêmios. “Mudei a organização da banda. Agora realmente somos músicos”, declara. Prestes a entrar em estúdio para gravar seu primeiro álbum solo, Tavares vive um momento de forte expressão pessoal, e diz que seu álbum será “o grande referencial de como funciona sua cabeça”. O estilo do CD não seguirá o padrão “emocore” do Fresno. “São canções minhas que não tem a ver com a banda. É um disco triste, para tocar em lugar pequeno e ouvir em casa”, garante. Tavares acredita que, apesar da badalação que a banda vive no momento, tudo ainda é muito recente. “Ainda temos pouco na história para chegar a tudo isso”, conclui, de forma humilde.

2 comentários:

!! Jully !! disse...

ADOREI o blog Maah *-*'
fiiko mto loko
põe uma letra deles ^^
bejoo - te amo '

Maah ' disse...

ah , valeu pkena
já colokei ae :D
bejo. tb amo voc <3 '