domingo, 29 de novembro de 2009

História *-*'

Amigos de colégio, Lucas (guitarra e vocal), Gustavo (guitarra), Pedro (ex-bateria) e Leandro (ex-vocal) tiveram a idéia de montar uma banda em novembro de 1999, quando estavam no fim do segundo ano do ensino médio. Após uma reunião do grêmio estudantil do qual os quatro faziam parte, decidiram que a proposta inicial que seria fazer versões polka de canções consagradas, apenas por diversão. Em 4 de dezembro de 1999, aconteceu na casa do Pedro o primeiro ensaio, e essa é tida como a data oficial da formação da banda. Eles ensaiaram despretensiosamente por alguns meses, rapidamente deixando de lado a proposta inicial para tocar covers de sucessos da época. Em maio de 2000, convidaram Bruno "Lezo" Teixera, que também estudava junto, para ensaiar com a banda tocando baixo, só para que eles pudessem se apresentar no festival de bandas da escola, no mês seguinte. Foi nesse festival, em 16 de junho de 2000, que aconteceu o primeiro concerto da banda, com um repertório composto inteiramente de covers - quase todas de pop rock nacional. Depois da apresentação, Bruno acabou decidindo permanecer na banda. A esta altura eles se chamavam Insulas, e começavam a surgir suas primeiras composições próprias, influenciadas principalmente pelo hardcore californiano. Essas canções se espalharam pela Internet em versões acústicas e logo começaram a chamar atenção. Em 2001, ao descobrirem que já havia uma banda nordestina chamada Insulas, os cinco rapazes decidiram mudar o nome. Após algum tempo de indecisão, se contentaram com "Fresno" - sugestão de Lucas, que achava graça na sonoridade da palavra. No final deste mesmo ano, eles gravaram sua primeira demo, I Will Survive, com seis faixas. Foi durante as gravações desse EP que ocorreu a saída do vocalista Leandro da banda. Lucas, que sempre foi o principal compositor, assumiu os vocais, e desde então a Fresno é um quarteto. Em 2003, a banda voltou para o estúdio e gravou o álbum independente Quarto dos Livros, que ganhou destaque com faixas como "Teu Semblante", "Desde Já" e "Stonehenge". O reconhecimento desse álbum no meio independente levou a banda a fazer turnês por diversos estados brasileiros, sem nenhum tipo de apoio da mídia tradicional. No ano seguinte já saiu o segundo álbum, O Rio, A Cidade, A Árvore, que consolidou ainda mais o respeito pela banda na cena musical alternativa do Brasil. A faixa "Onde Está" conquistou diversas paradas de sucesso, e foi com ela que a Fresno começou a despontar para o grande público. Em 2006, a banda mostrou toda sua ambição ao lançar seu terceiro álbum, chamado Cio. Com essas quatorze faixas (onze inéditas e três regravações de Quarto dos Livros), os gaúchos elevaram seu sucesso para além do underground, obtendo diversas aparições na MTV, alta rotação em rádios de todo país (principalmente com os compactos "Quebre As Correntes" e "Alguém Que Te Faz Sorrir") e incontáveis downloads pela Internet. Durante esse processo, Bruno desligou-se da Fresno por motivos religiosos, conforme anunciado no site oficial da banda em 26 de outubro de 2006. Em seu lugar entrou Rodrigo Tavares, que tocava na banda porto-alegrense Abril e que já era amigo dos integrantes - tendo inclusive participado da produção de discos anteriores. Pedro Cupertino, mais conhecido como Cuper, saiu da banda no dia 5 de maio de 2008, dando lugar a Bell Ruschel, baterista também da banda Abril. Para o álbum Redenção a Fresno abraçou o espanhola, deixando um pouco de lado o polkacore. O álbum foi lançado em 15 de Abril de 2008, e já conquistou um Disco de Ouro, entregue pessoalmente por seu empresário Rick Bonadio ao vivo em um show no Espaço das Américas em 14 de Dezembro de 2008. Ainda em 2008, a Fresno participou do programa Estúdio Coca-Cola Zero com Chitãozinho e Xororó. Ambos ainda se apresentaram no Show da Virada, da Rede Record, exibido no dia 31 de Dezembro. Em 2009 a banda continuou em anscenção conquistando importantes prêmios em nível nacional como: Artista do Ano no Prêmio Multishow , Melhor Banda Pop e Artista do Ano no Video Music Brasil (VMB) da MTV. Além disso, houve também coroações individuais no Video Music Brasil para Lucas, como melhor vocalista e para Tavares, como melhor baixista. Há rumores que Lucas Silveira deseja seguir uma carreira com outra banda, formada por Ney Matogrosso e Rita Lee. Porém nada foi confirmado.

2 comentários:

Anônimo disse...

Show de Bola... Muito Show o Flog Mah... Viva o Fresno...rsss
by Ronie Maia

Maah ' disse...
Este comentário foi removido pelo autor.